A fim de conscientizar sobre a doação de órgãos, a ação contou com palestras, teatro e apresentação de indicadores para os participantes

O Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN) realizou evento sobre o Setembro Verde. A ação faz parte da campanha que busca sensibilizar toda a população sobre a importância da doação de órgãos. O evento ocorreu nesta terça-feira (27/9) e foi aberto ao público. Profissionais de diversos setores da unidade e representantes da saúde pública da cidade de Uruaçu também participaram.

A iniciativa contou com palestras ministradas pela equipe do hospital, como a médica responsável técnica pelas UTIs adulto do HCN, Júlia Carolina; a enfermeira especializada em terapia intensiva, Leide Vaniele e o coordenador da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT), Dr. Lucas Fonseca.

A equipe também encenou uma peça teatral que conta a história de uma família que recebe a notícia do diagnóstico de morte encefálica de um ente querido. A intenção era demonstrar aos participantes do evento como funciona o procedimento e todo o processo de conversa com a família para a possível doação dos órgãos.

Além disso, os participantes puderam tirar suas dúvidas e receios em uma roda de conversa. A conscientização sobre a importância da doação de órgãos foi o tema central do encontro, sediado no auditório do HCN. O momento contou com a presença da equipe da Secretaria Municipal de Saúde de Uruaçu, além de estudantes do Colégio Polivalente.

Em outro momento, Vinicius Carneiro Ferreira, convidado especial, deu um depoimento sobre sua experiência como transplantado, após receber doação de rins. O encerramento foi feito com a apresentação de um vídeo dos profissionais do hospital, demonstrando a importância da doação de órgãos e da campanha de Setembro Verde.

Captação de Órgãos

O HCN realiza captação de órgãos desde maio de 2022 e se tornou um grande aliado dessa causa, instruindo e estimulando familiares e pacientes sobre a importância de ser um doador. Os procedimentos contam com apoio da equipe da Central Estadual de Transplantes do Estado (CET) e seguem normas rígidas. A doação após morte encefálica só acontece com autorização da família. Por isso, é importante anunciar para as pessoas mais próximas o desejo de ser doador.

Assessoria de Comunicação

Ana Luiza Tanno

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content