HCN internações

Na primeira quinzena de funcionamento com perfil assistencial especializado em média e alta complexidade, o Hospital Estadual Centro-Norte Goiano (HCN), localizado no município de Uruaçu, realizou 101 internações, dentre elas três na ala de pediatria e 18 na clínica médica. Aberto para atendimento em 1º de dezembro, o mais novo equipamento de saúde do Governo do Estado de Goiás também recebeu pacientes na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Esses resultados reforçam a importância da inauguração de um complexo hospitalar moderno e completamente equipado em uma região com mais de 300 mil habitantes. Antes da inauguração, as pessoas que precisavam de auxílio médico de urgência e emergência viajavam até quatro horas para conseguir assistência adequada.

“Esse hospital vai transformar a saúde do centro-norte goiano. Os atendimentos realizados nesta primeira quinzena deram uma ideia da dimensão e da capacidade do Gigante do Norte. Estamos muito felizes em fazer parte dessa nova página da história de Uruaçu”, disse Getro de Oliveira Pádua, diretor do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento – IMED, organização social que administra o HCN.

Rafael Vieira Santos, 31 anos, munícipe de Uruaçu, foi um dos primeiros pacientes beneficiados pelo início das cirurgias. “Eu tive uma sensação muito boa desde que cheguei na recepção. Todos os profissionais foram muito rápidos e atenciosos. Consegui uma cirurgia de hérnia que pensava que só conseguiria realizar no ano que vem e o mais importante, graças a Deus, deu tudo certo”, diz.

Ao reforçar a importância da unidade para a região norte, que até então não possuía um moderno complexo hospitalar de média e alta complexidade, o paciente reforçou a importância do hospital para a população e a expectativa em relação a ter atendimento na própria cidade “Esse hospital será muito importante para a população. O fato de não ter que viajar 300km até Goiânia vai beneficiar muito todos os pacientes daqui. Foi um ganho incrível para todos nós”, concluiu.

Outra paciente atendida pelo HCN neste período foi a pequena Isabella Barbara Lopes Santos, de apenas oito meses. Com um quadro de desidratação, foi a primeira criança a ser internada na ala de pediatria. Durante o tratamento, além de toda atenção do corpo clínico, ele pôde desfrutar da nova brinquedoteca feita exclusivamente para distrair e alegrar os pequenos. Com uma boa recuperação, ela recebeu alta e voltou para casa com seu pai, Marcos Vinícius Santos Neto.

Neste período, 43 pacientes passaram por cirurgias gerais, ortopédicas e ginecológicas. Todos eles foram encaminhados à unidade pelo Complexo Regulador em Saúde de Goiás (CRE), responsável por intermediar os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). Antes dos procedimentos, eles passaram por consulta e exames para avaliação pré-operatória e foram internados um dia antes da realização dos procedimentos para monitoramento clínico.

Estrutura Hospitalar

A implantação das especialidades médicas será feita gradativamente. Neste primeiro momento, funcionarão o pronto-socorro, internações em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), atendimento ambulatorial com consultas agendadas e exames. Na sequência, outras especialidades cirúrgicas, maternidade de alto risco e tratamento para o câncer.

Um dos maiores e mais modernos hospitais do Complexo Estadual de Serviços de Saúde de Goiás oferecerá atendimento em especialidades como cardiologia, ginecologia, hematologia, infectologia, otorrinolaringologia, ortopedia e angiologia. Além disso, o HCN possui um tomógrafo de 64 canais, aparelhos de raio-X e ultrassonografia, entre outros equipamentos de última geração para a realização de diagnósticos.  

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content