O evento aconteceu no auditório da unidade e contou com a presença de representantes da saúde pública dos municípios da região

Equipe do HCN apresentou dados e regulação dos pacientes oncológicos para secretarias municipais e estadual

O Hospital Estadual do Centro Norte Goiano (HCN), em Uruaçu, realizou o primeiro Workshop de Forte Suspeita de Câncer na APS – Atenção Primária à Saúde -, a fim de aperfeiçoar ações estratégicas para controle, prevenção e diagnóstico precoce de câncer. A ação ocorreu no último dia e contou com a presença de profissionais da saúde primária dos mais de 60 municípios da região de Uruaçu, atendidos pelo hospital, além de colaboradores do HCN.

Também estiveram presentes os coordenadores de oncologia da Secretaria de Saúde do Estado de Goiás (SES-GO), Fabiana de Souza e Paulo Silva. O workshop contou com apresentação da diretora médica do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (IMED), Dra. Erika Ortolan, bem como da diretoria do HCN e da gerência de enfermagem e oncologia do hospital.

O intuito do workshop é esclarecer aos representantes da saúde primária sobre o processo de regulação e encaminhamento dos pacientes oncológicos até o HCN para que seja feito o diagnóstico precoce. Desse modo, os profissionais podem garantir um tratamento mais eficaz. “O papel do HCN como centro de referência e tratamento de oncologia estadual, frente aos sintomas de forte suspeita, é o de conseguir fazer chegar ao hospital um paciente oncológico antes que ele tenha fortes sintomas”, afirma a diretora médica do IMED, Dra. Erika Ortolan. 

União de forças no Workshop

Após a palestra, foi dedicado um tempo para perguntas dos participantes, que foram respondidas pelo time de médicos oncologistas do HCN, além da direção assistencial do hospital. “O objetivo, junto à atenção básica de saúde, é capacitar os profissionais para identificação precoce de sinais de câncer”, afirma Viviane Tavares Ferreira, gerente administrativa do serviço de quimioterapia do HCN. 

O cirurgião oncológico Dr. Rodolfo Amaury, além dos responsáveis técnicos da oncologia do HCN apresentaram dados e informações sobre os principais cânceres e as diversas especialidades atendidas pela ala de oncologia do hospital, e como cada uma delas possui sinais específicos. Os médicos explicaram sobre os sintomas iniciais de cânceres aos profissionais da saúde para que estejam capacitados a realizar o atendimento de pacientes em seu município.

Para o diretor assistencial do HCN, João Batista Cunha, a intenção é unir forças com os profissionais da atenção primária dos mais de 60 municípios que englobam a região atendida pela unidade hospitalar, a fim de garantir que eles considerem a possibilidade de uma solicitação de avaliação oncológica a ser realizada na unidade.

“Oferecer esse serviço como o primeiro da área de oncologia do estado de Goiás é uma honra para nós. Esse evento é um marco histórico para a oncologia do HCN. Entendemos que a partir daqui o fluxo de atendimento deve aumentar. Quando as pessoas sabem sobre o nosso trabalho, fica mais fácil procurá-lo”, ressalta o diretor.

Por se tratar do primeiro centro de tratamento oncológico estadual, o workshop buscou apresentar aos representantes da saúde da região como é feita a regulação de oncologia estadual e o processo inaugurado junto com a ala de oncologia do HCN. Assim, os municípios podem encaminhar pacientes com suspeita de câncer ou diagnóstico da doença para a unidade.

Primeiro centro oncológico estadual de Goiás

O HCN é centro de referência no tratamento de câncer para a região, atendendo mais de 2 milhões de pessoas, sendo o primeiro hospital estadual de Goiás a atender a especialidade de oncologia. Inaugurada em junho deste ano, a ala oncológica do HCN possui 36 leitos de internação, ambulatório com consultório e quimioterapia, equipamentos de última geração e equipe multiprofissional voltada para o atendimento à especialidade, seja em tratamento clínico ou cirúrgico. 

A equipe de coordenação de humanização da SES-GO, sob a coordenação de Maria Salete, pôde visitar a ala para conhecer o espaço e os serviços ofertados.

Além disso, o paciente que possui suspeita de câncer, sem o diagnóstico definitivo, também pode passar por atendimento na unidade. O agendamento é realizado por meio do Complexo Regulador Estadual, o CRE. O ambulatório conta com oncologista presente de segunda à sexta-feira, além da equipe multidisciplinar para acompanhar os pacientes em tratamento na unidade. “Temos uma ala preparada para receber tanto o paciente quanto o acompanhante, prezando pelo atendimento de qualidade e humanizado”, finaliza o diretor João Batista.

Assessoria de Comunicação do HCN

Ana Luiza Tanno

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content